Funcionários de microempresas e empresas de pequeno porte ligadas à ACIA, CDL, Sindcomércio e Sindicato Rural terão desconto na mensalidade no UNIARAXÁ
Ficou mais fácil para os funcionários das microempresas e empresas de pequeno porte, ligadas à Associação Comercial e Industrial de Araxá (Acia), Sindicato do Comércio de Araxá (Sindcomércio), Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) e Sindicato dos Produtores Rurais, cursarem o Ensino Superior no UNIARAXÁ. Na última semana, representantes das associações e sindicatos estiveram no UNIARAXÁ para assinar o convênio que vai beneficiar quem trabalha na indústria, no comércio e também na área rural.

O reitor do UNIARAXÁ, professor Válter Gomes, explica que grandes empresas conseguem conceder bolsas para seus funcionários, porém as empresas de pequeno porte da cidade, sempre buscam uma alternativa para que seus funcionários também possam ter acesso ao Ensino Superior. Em busca de alternativas, o UNIARAXÁ elaborou o convênio para que os funcionários das empresas, ligadas às instituições citadas, tenham também essa importante oportunidade. “Desde que o empresário participe com uma contrapartida de, no mínimo, 30% do valor da mensalidade, a nossa instituição que hoje oferece um desconto de pontualidade de 15%, poderá ampliar esse desconto para 20% e, se o empresário garantir a adimplência desse aluno, tal desconto poderá chegar a 25%, totalizando 55% de bolsa para o estudante. Caberá ao aluno arcar com 45% do valor total da mensalidade”, explica.

O presidente da CDL, Itamar Machado, destaca que a grande maioria que trabalha no comércio fez o Ensino Médio, consegue um salário razoável e para de estudar. “Não tem uma visão de mundo e de vida que um curso superior pode dar. A oportunidade desse convênio, assinado com o UNIARAXÁ, é de nós trabalharmos junto ao empresário para que ele incentive seus funcionários que estão trabalhando, visualizando um futuro melhor ainda através do Ensino Superior”, destaca.

O presidente do Sindicato dos Produtores de Araxá, Alberto Adhemar do Valle Júnior, afirma que o convênio é muito importante porque resgata alguns benefícios que os produtores rurais tinham quando ajudaram na abertura dos cursos superiores em Araxá. “A educação é a mola mestra pra gente mudar esse país e, dar oportunidade para nossos produtores, aos dependentes e seus funcionários, para que tenham acesso ao ensino, é fundamental. O produtor rural precisa de educação, assim como toda a população brasileira”, completa.
 
 
 


uniaraxa09a 

  

O veículo tipo AC4, adquirido através de convênio assinado com a Secretaria de Aviação Civil e de valor aproximado de R$ 1,1 milhão, já está a disposição do Aeroporto Romeu Zema. A informação foi repassada ao Deputado Bosco pelo próprio governador, no dia 01 de setembro. Bosco, desde a suspensão temporária dos voos comerciais da Azul, vem mantendo contatos permanentes além do governo mineiro e da empresa aérea, ainda com representantes da ANAC – Agencia Nacional de Aviação Civil. Foram várias reuniões e troca de informações – tanto em Belo Horizonte quanto em Brasília - até a efetiva aquisição do veículo, condição básica para operação de decolagem/aterrisagem no aeroporto de Araxá. Graças ao empenho do deputado Bosco, em parceria com a Prefeitura de Araxá e ACIA, foi assegurado o retorno da linha entre Araxá e Belo Horizonte desde o início do mês de agosto.
Com a aquisição e entrega do novo veículo, o Aeroporto de Araxá, passa a operar dentro das normas de segurança estabelecidos pela ANAC.

Retrospecto das Ações do deputado Bosco visando a liberação dos voos na totalidade no Aeroporto Romeu Zema:

-No dia 23 de abril, o deputado Bosco esteve em audiência na Secretaria Nacional de Aviação Civil, em Brasília, com a Sra. Fabiana Todesco e o Sr. Robinson Vlademir para a liberação dos voos no Aeroporto Romeu Zema de Araxá.

-Com relação ao Carro de Combate a Incêndio (CCI), o deputado Bosco esteve em reunião no dia 25 de abril deste ano, com o Governador do Estado Alberto Pinto Coelho, solicitando o empenho do governo para aquisição do veículo com a maior urgência possível. Em atendimento ao pedido do parlamentar, de imediato, o governador determinou a secretaria de Transportes e Obras Públicas (SETOP), agilidade no processo para atender a cidade de Araxá de forma prioritária, já que o caminhão é feito por encomenda.

-No dia 12 de maio, o deputado Bosco se reuniu com o Diretor de Infraestrutura Aeroportuária, Marco Antonio Migliorini, na cidade Administrativa em BH, para dar sequência as negociações junto a ANAC, e tratar dos últimos passos a serem tomados para reativação da totalidade dos vôos pela Azul no Aeroporto Romeu Zema de Araxá e a aquisição do caminhão AC-4.
 
 

boscoegovernador1

boscoegovernador2

 

Att.:
Vinícius Cardoso
Registro Publicitário - 0001927/MG
ASCOM - Gabinete Deputado Estadual Bosco
www.deputadobosco.com.br

Momentos antes de encerrar a reunião, o presidente Miguel Junior repassou uma informação preocupante aos vereadores e comunidade em geral, presente no Plenário Guilherme Gotelip Neto. As verbas repassadas aos fundos municipais de assistência social em Araxá, que devem ser repassadas as entidades através do poder executivo, podem não mais ser depositadas.
 
A Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) repassa a esse fundo, altas quantias, que giram em torno de R$ 11 milhões, para as entidades araxaenses, mas cabe a Prefeitura de Araxá, repassar esses valores: situação essa que não vem acontecendo da forma que a CBMM preconiza.
 
Por isso, a empresa informou ao presidente Miguel Junior, que se as verbas que atualmente estão depositadas, não forem repassadas, como deve ser, a CBMM vai enviar esses mesmos valores para os fundos da União, sendo assim, Araxá perde essa valiosa parcela que as instituições assistenciais da cidade tanto precisam. O caso causou preocupação entre os vereadores.

Vereadores devem apreciar o veto ao artigo do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que obriga município a definir o percentual de reajuste salarial na próxima semana.
O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Araxá e Região (Sinplalto) convoca os servidores municipais para mobilização contra o veto parcial do prefeito Jeová Moreira da Costa ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) aprovado por unanimidade pelos vereadores. O prefeito vetou seis artigos da LDO, dentre eles, o artigo que obriga o município a definir o percentual de reajuste salarial ao funcionalismo público. A expectativa é que a mesa diretora do Legislativo convoque os vereadores para apreciarem o veto na próxima semana. 

A inclusão do artigo do reajuste salarial na LDO é considerada pelo Sinplalto uma garantia de recomposição salarial anual diante a negativa do prefeito em negociar a Data-Base do funcionalismo público devido à instabilidade politica no município. Outros artigos vetados, segundo a assessoria jurídica da Prefeitura de Araxá, determina que 3% do orçamento municipal de 2015 sejam destinados da seguinte forma: 1,5% para emendas parlamentares dos vereadores, 1% para indicações populares e 0,5% para pagamento de processos judiciais da área de saúde.

Outro artigo vetado por Jeová obriga a Administração Municipal a definir na Lei Orçamentária Anual (LOA) o percentual de reajuste salarial para os servidores públicos municipais. A assessoria jurídica entende que artigo que obriga Administração Municipal a definir na Lei Orçamentária Anual (LOA) o percentual de reajuste salarial para os servidores públicos municipais fere o princípio da separação de poderes. De acordo com o presidente do Sinplalto, Hely Aires, a presença dos servidores na apreciação do veto parcial do prefeito Jeová é extremamente importante. “Os vereadores fizeram a parte deles, colocaram o artigo que beneficia os servidores municipais. Agora, precisamos mais uma vez da Câmara Municipal na derrubada do veto do prefeito Jeová. O funcionalismo público não pode mais uma vez ser prejudicado pelaadministração municipal.

Todos os projetos que chega ao prefeito Jeová para beneficiar a categoria são rejeitados, principalmente quando falamos de reajuste salarial. O país vive uma crise econômica, com produtos básicos cada vez mais caros. O poder de compra do brasileiro caiu com o cenário de inflação que vivemos. Para o servidor público, que já estava com um salário defasado, o problema é ainda maior, o impacto no bolso do funcionalismo publica é enorme”, ressalta.

Segundo Hely, a única solução para o funcionalismo público é uma mobilização em massa. “A principal arma que nós temos é a prestação de serviço. Se o servidor entrar em greve, a cidade para de vez. Não adianta entrar com processo na Justiça, pois uma ação requerendo a recomposição salarial pode demorar até 8 anos e são raros os casos com ganho de causa para o servidor. No funcionalismo público não existe dissidio salarial, por isto, o melhor caminho são mobilizações, paralisações e greve. A participação dos servidores na apreciação do veto do prefeito Jeová é extremamente importante. Temos que mostrar o sentimento de revolta e a situação econômica que a categoria passa diante um cenário de crise. Sabemos das dificuldades, sabemos que é cansativo e desgastante, sabemos do assédio moral dentro da administração municipal para que os servidores não participem dessas mobilizações, mas é nossa única solução. Só assim temos condições de lutar por melhorias salariais diante a teimosia do prefeito em não conceder benefícios para a categoria”, destaca Hely.

Curso de Padronização começa neste final de semana e será no Campus do UNIARAXÁ

Os professores do Curso de Fisioterapia do UNIARAXÁ, Fabricio Borges Oliveira e Leonardo Contato Balieiro são os multiplicadores no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba do Curso de Padronização para atuação e participação de Fisioterapeutas nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Os professores participaram de um curso ministrado pela Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva (SONAFE) para se aprimorar. Agora aptos para capacitar os fisioterapeutas da região, recebem os profissionais neste final de semana no Campus do UNIARAXÁ para o curso que será dividido em dois módulos.

O Curso de Padronização é gratuito e será realizado no Tribunal do Júri do UNIARAXÁ. O 1º Módulo será neste final de semana, nos dias 6 e 7 de setembro. Já o 2º Módulo nos dias 20 e 21 de setembro. As inscrições estão abertas para os fisioterapeutas que queiram ser voluntários durante o evento.

Os currículos diferenciados dos professores Fabricio Oliveira e Leonardo Balieiro, e a atuação acadêmica e profissional que é referência no segmento, foram determinantes na escolha de ambos para a capacitação regional. A SONAFE selecionou 52 profissionais no país inteiro, estes selecionados vão capacitar os demais para atuarem nas Olimpíadas e Paralimpíadas de 2016. Em Minas Gerais, somente seis fisioterapeutas foram escolhidos, entre eles os professores do UNIARAXÁ. As vagas serão preenchidas por seleção, através de análise de histórico profissional que consta na ficha de inscrição, levando-se em conta a experiência e o tempo de atuação profissional.

Os fisioterapeutas irão atuar nas áreas de competição, nas salas de atendimento de atletas (instalações de competição e treinamento), sala de atendimento de espectadores (instalações de competição), policlínica, hotéis e vilas de mídia. O treinamento e atualização são destinados aos fisioterapeutas, graduados até março de 2015.


As inscrições continuam abertas e podem ser feitas no site www.sonaferio2016.com.br

 

profuniaraxaeduca1

 

profuniaraxaeduca2


RECUPERANDO O VERDE

 

A combinação de consicetização social e legislações ambientais rígidas começa a dar frutos na redução do desmatamento global


As florestas, em especial a Floresta Amazônica, são consideradas os “pulmões do mundo”. Há 20 anos, esse pulmões adoeceram. Quase metade das áreas verdes do mundo foi desmatada e a degradação ambiental parecia inevitável.

Leia mais: Brasil luta contra o desmatamento da Amazônia

Seria um exagero afirmar que hoje as áreas florestais do mundo se recuperaram completamente. Cerca de cinco hectares de áreas verdes ainda são desmatados anualmente no mundo. Apesar disso, a situação está começando a melhorar.

Brasil e México reduziram em mais de dois terços suas taxas de desmatamento. Índia e Costa Rica foram além: reduziram suas respectivas a taxas de desmatamento e estão replantando áreas desmatadas.

Atualmente, as leis de proteção ambiental são uma realidade em quase todos os países. A redução no corte de árvores beneficia tanto países ricos como pobres. Árvores são como “tanques de carbono”. Se forem cortadas e queimadas, liberarão uma grande quantidade de CO2 na atmosfera, mas se forem preservadas, reterão carbono em seus troncos por séculos. Mesmo após décadas de desmatamentos, as florestas ainda absorvem anualmente um quinto das emissões de carbono gerada por combustíveis fósseis no mundo.

Encorajar o plantio de árvores, ou desencorajar o corte, é uma das formas mais eficazes de reduzir a emissão de gases estufa na atmosfera. O Brasil é um ótimo exemplo de que a conscientização aliada a uma legislação ambiental rígida é capaz de reverter o desmatamento. Se o país continuasse desmatando áreas como fazia em 2005, teria liberado até 2013 cerca de 3,2 bilhões de toneladas de dióxido de carbono na atmosfera. Isso significa que, em oito anos, o Brasil liberou seis vezes menos carbono na atmosfera do que a “super verde” Alemanha, que tem uma das políticas ambientais mais rígidas do mundo.

O sucesso do Brasil foi alcançado graças à junção de esforços entre governo, produtores agrícolas e ambientalistas. Para reduzir a taxa de desmatamento foram usados desde satélites para mostrar a evolução e a redução das áreas desmatadas à moratória da soja, pacto entre governo empresa e sociedade civil que previa o boicote a produtores de soja que usassem áreas desmatadas para o plantio.


Fontes: The Economist-Seeing the wood

Membros do IPDSA, do Comitê do Plano, vereadores e estudantes, conheceram um pouco mais sobre os objetivos dessa proposta

Aconteceu na manhã dessa segunda feira (18), no Plenário Guilherme Gotelip Neto, na Câmara Municipal de Araxá, o Fórum Comunitário, pedido pelo Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Araxá (IPDSA), para debater o Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), colaborando com o Comitê de Elaboração dessa proposta, que futuramente se transformará numa lei municipal.

Participaram do encontro os vereadores Romário Gerson Galdino (Romário do Picolé), Eustáquio Pereira, José Gaspar Ferreira de Castro (Pezão), Farley Pereira de Aquino (Farley Cabeleireiro), Fabiano Santos Cunha, Carlos Roberto Rosa (Roberto do Sindicato), José Maria Lemos Junior (Juninho da Farmácia) e Amilton Marcos Moreira (Sargento Amilton), que presidiu a audiência.

O presidente Miguel Alves Ferreira Junior, que estava em outros compromissos, passou por alguns instantes pela reunião para se inteirar do tema, mas precisou se ausentar para despachar vários assuntos em seu gabinete. Alunos da Escola Estadual Vasco Santos e do Cefet Araxá também participaram do encontro. Essa foi a primeira, de outras reuniões que vão ser feitas para a elaboração do PMSB, conforme explica Fabiana de Oliveira Sá, coordenadora de planejamento ambiental da Prefeitura de Araxá e membro do comitê de elaboração.

“A gente quer ouvir não só os vereadores, mas toda a sociedade. A gente fez essa primeira reunião aqui na Casa do Povo e vamos fazer outras quatro reuniões setoriais, porque a ideia é levar para todos os segmentos da sociedade”, explica. O Plano de Saneamento Básico é um planejamento da cidade, para um período de 20 anos, no que se refere ao abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza e destinação de resíduos sólidos e drenagem pluvial urbana.

“O prazo que o governo federal nos dá é dezembro de 2015, para que todos os municípios estejam com esse plano pronto, porque, caso não tenha, essas cidades ficam com a receita prejudicada, no que se refere aos repasses de verbas federais do saneamento básico. Elas ficam sujeitas a existência do plano”, ressalta Fabiana.

Uma empresa terceirizada é responsável pelo estudo que vai orientar o Comitê e todos os envolvidos na elaboração do PMSB. O sociólogo Tito Neto foi quem explicou aos vereadores e presentes a importância na elaboração desses estudos e do plano municipal. De acordo com ele, esse trabalho segue um cronograma de oito etapas, passando, por exemplo, pelo levantamento da situação na cidade, definição de programas e ações, organização de uma
base de dados, até a divulgação do PMSB e a aprovação.

 

plano2

plano3 

 

“É um estudo, portanto, que vislumbra vinte anos de investimentos em Araxá. Esse plano tem importâncias significativas e fazemos para que ele vire uma minuta de lei, para ser votada na Câmara e virar uma lei municipal. Portanto, quando isso acontecer, todos os munícipes podem reivindicar aos seus representantes, que se cumpra aquilo que está no interior do plano. A importância desse momento inicial é que, ninguém melhor para verificar sua localidade, que o próprio morador. Esse olhar local traz uma capacidade de visão da realidade para todos os envolvidos no plano, tantos técnicos, quanto moradores”, disse.
Ascom Câmara de Vereadores de Araxá

Os alunos do UNIARAXÁ retornaram às aulas do 2º semestre na segunda-feira, 4. Quem deu as boas vindas e recebeu os novos alunos, foi o reitor professor Válter Gomes, a Ouvidora Cátia Lemos e da psicóloga e coordenadora da Coordenadoria de Apoio e Desenvolvimento Humano (CADH), Olga Rios. Com novidades pedagógicas e melhorias na infraestrutura, o UNIARAXÁ busca através de seus profissionais a excelência no ensino e na aprendizagem para seus alunos, futuros profissionais disponíveis no mercado de trabalho.

O UNIARAXÁ dá início ao segundo semestre de 2014 com muitas novidades para seus alunos. Sempre investindo em infraestrutura, a instituição interligou os dois estacionamentos, permitindo que os veículos possam transitar dentro do campus, além de poder entrar e sair pelas duas guaritas da instituição. Outra novidade é o início da construção do Conjunto 4, que vai abrigar novas salas de aula, os laboratórios dos cursos de Engenharia e de Informática. A terraplanagem já começou e a expectativa de entrega da obra é para janeiro de 2015.

Também foram feitos investimentos em seu acervo bibliográfico, adquirindo novos títulos para ampliar a oferta de sua Biblioteca. Além de melhorias nos laboratórios, móveis, equipamentos e instalações, tudo para oferecer mais conforto, segurança sempre com vistas na qualidade de ensino. O link de acesso à Internet também foi modificado, passando de 15 Mbps para 60 Mbps, capacidade e velocidade quatro vezes maior.

Além das melhorias na estrutura, os alunos podem contar cada vez mais com professores capacitados e dedicados com o aprendizado de seus alunos. Seguindo o modelo de escolas internacionais, o UNIARAXÁ também aposta na tecnologia como parceira no aprendizado, com professores orientadores e recursos que possibilitem o aprendizado cada vez mais sem fronteiras.

 

uniaraxabemvindo1

uniaraxabemvindo2

uniaraxabemvindo3

Quarta, 13 Agosto 2014 09:10

Eleição 2014 pega fogo em Araxá

Eleição 2014 pega fogo em Araxá


O prefeito Jeová  e o secretário de Desenvolvimento Humano José Domingos Vaz, juntamente com o ex vereador José Cincinato, Mauro da Silveira Chaves, Secretário de Segurança Pública Municipal, e  lideranças de bairro, como Marco Aurélio Faria (Pelé)  e Juninho do Coquinho,  fecharam  o apoio ao candidato  Dr. Hely para Dep. Estadual. 


O ex prefeito Antônio Leonardo, juntamente com os  vereadores Fabiano Santos Cunha, sargento Amilton e Juninho da Farmácia fecharam apoio com o atual Dep. Estadual Bosco e Marcos Montes para Federal.

eleicoesemaraxa1b


 Os secretários Adolfo Nascimento, Marcelo Alves , Paulo Silva (Pareba), Clayton (Clube União) juntamente com a Sra. vice prefeita de Araxá, estão apoiando o uberabense, Vagner Nascimento Júnior para Dep. Estadual.

eleicoesemaraxa1


 O empresário Geovane Bosartto,  gerente geral da rede de bancos (BMB),  está apoiando o atual Dep. Estadual Luiz Humberto e seu correligionário Dr. Fernando de Morais  ambos  de Uberlândia –MG.

eleicoesemaraxa1a


O Partido dos trabalhadores de Araxá, através do vereador Fárley e Alessandro Cardoso (Patrão)  apoiam os irmãos Prado,  Elismar e Wellington Prado.

eleicoesemaraxa1c


Lembrando que Araxá tem 4 candidatos  da terra, são eles:  Bosco, Dr. Hely, Yudiro e Rodriguinho do Cavaco.


O Jornal A Voz de Araxá, está aberto aos demais candidatos  que não foram citados, com o intuito de levar ao cidadão araxaense, todas as opções para a escolha consciente.

 
 

Vale Fertilizantes preserva uma das joias da região oeste de Minas Gerais: a mata da Cascatinha

Ações de preservação incluem manutenção e passeios por uma importante atração turística de Araxá
 
Uma das atrações turísticas de destaque do Brasil é motivo de orgulho da população a oeste de Minas Gerais, mais precisamente na cidade de Araxá: a trilha na Mata da Cascatinha. A reserva está situada em uma área privilegiada, a 1.800 metros do parque do Barreiro, e é conhecida por suas famosas fontes de águas minerais. O refúgio ecológico ocupa aproximadamente 10 mil hectares e é preservado pela Vale Fertilizantes.
 
Ações de manutenção, como a conservação das trilhas locais e da vegetação nativa são desenvolvidas pela empresa periodicamente no local. Além disso, a Vale Fertilizantes é responsável pelo monitoramento ambiental, que procura assegurar a qualidade da água e umidade do solo. A empresa desenvolve
ações de preservação socioambientais com o objetivo de integrar o meio ambiente, seus recursos minerais e a comunidade.
 
Uma das atividades mais recentes nesse sentido aconteceu durante a semana do meio ambiente deste ano.  Um passeio pela trilha da Mata da Cascatinha reuniu 25 empregados da unidade da Vale Fertilizantes em Araxá que, durante uma caminhada de duas horas, puderam conhecer algumas atrações locais como, por exemplo, a área do Barreiro (estância hidromineral e turística), as zonas de mineração e as regiões reabilitadas pela empresa.
 
Além da integração com a fauna e a flora do local, foi uma  oportunidade para os empregados conhecerem um pouco mais sobre a importância desse ecossistema e, assim, incentivar a população quanto à proteção e a  preservação ambiental da reserva.
 
"Fazer um tour pela trilha na cascatinha possibilitou que os empregados tivessem um momento agradável de contato direto com a natureza e reforçou a importância de cuidar da melhor herança que poderemos deixar para nossos filhos e netos. É nítido que para os participantes, sabendo dessas ações e da importância delas para a companhia, o orgulho de trabalhar na Vale Fertilizantes aumentou ainda mais", afirma Roberto Liporaci, gerente geral Industrial do Complexo Industrial de Araxá.
 


valecascatinha1

valecascatinha2 
 
Fonte:  Vale Fertilizantes

Pagina 1 de 9

Jornal A Voz de Araxá

Jornalista Responsável, sob o Nº MTE 18229/MG
 Website.: www.jornalavozdearaxa.com.br

Fale Conosco

Rua Alto dos Paulistas - 88F
Barreiro - Araxá/MG
Telefone: (34) 8855-3542
Contato: Gilson
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.